Eutonia

De Wikidanca

Ir para: navegação, pesquisa
"A Eutonia é antes de tudo uma aprendizagem que nada tem a ver com o ensino cujos resultados são 
quantificados e passados igualmente para todos os corpos. (...) Não é também uma ginástica
postural, ou um método por meio do qual se ensinam técnicas de movimentos ou respiratória. Na
verdade, a prática pressupõe procedimentos que se fundamentam na experimentação e na pesquisa
do próprio corpo, baseia-se na investigação e na experiência, e neste sentido é um método
empírico."(DASCAL, 2008:54)

Tabela de conteúdo

Histórico

A Eutonia foi criada m 1957, por Gerda Alexander. O termo eutonia é composto de duas palavras gregas: eu que significa bom, harmonioso, e tonos, tensão, nesse caso uma referência ao tônus muscular, grau de tensão ou elasticidade de nossas fibras musculares.


Gerda nasceu na Alemanha, na cidade de Wupertal. Sempre interessada pelo movimento e pela investigação do corpo, sua é vida permeada pela busca de uma expressividade pessoal, livre de condicionamentos dos estilos de dança. Na infância teve contato com o método Eurythmics,criado por Jacques Dalcroze, um treinamento musical através da expressão corporal. Ao longo de sua vida, Gerda buscou compreender o corpo, sua individualidade, sua potência única. Por ter crescido num ambiente propício para desenvolver um pensamento sobre o corpo, inicialmente sua busca era guiada por uma curiosidade em entender os corpos, moldados por determinadas escolas ou ritmos de dança. Queria pensar um corpo que fosse livre desses modelos, uma técnica de movimentação que deixasse o corpo se expressar livremente, ao mesmo tempo em que era trabalhado.


Aos 17 anos sofreu vários acessos graves de febre reumática seguidos de crises cardíacas. Por ter ficado doente na infância, e seguidamente, tido uma vida fragilizada por moléstias físicas, Gerda sentiu uma necessidade ainda maior de compreender o corpo, o contato, suas possibilidades, sua tonacidade. Debilitada, foi condenada pela medicina da época a uma cadeira de rodas. Tornou-se mais sensível à mecânica corporal e ficou atenta aos processos de recuperação e cura pelo qual estava passando. Diante de todo esse contexto, Gerda focou sua criação num método educacional e terapêutico para o corpo. A educação pelo movimento, que não está baseado na imitação.

Conceito

Trata-se de uma experiência de conscientização corporal, conceito que vem se desenvolvendo desde a dança moderna, quando os padrões de movimentos clássicos passaram a ser questionados. Quando as lesões corporais causadas por movimentos apreendidos por repetição, ausente de um conhecimento sobre si, levaram as pessoas que trabalhavam com corpo a pensarem uma nova forma de se relacionar com ele, mais consciente. A Eutonia é uma das vertentes do trabalho de consciência corporal.


A Eutonia integra educação, terapia e arte. O corpo é o foco do trabalho, como unidade corpo-mente, não fragmentado. A Eutonia como pedagogia pode levar a pessoa a perceber e ter consciência de sua realidade somática (totalidade), como terapia pode ampliar o conhecimento sobre si e como arte liberar seu potencial criativo. Nesse procedimento, cada um é responsável por seu próprio processo de educação e reabilitação. Trata-se de um método investigatório e de observação do corpo em que a pessoa é, simultaneamente, o sujeito e objeto de sua própria experiência. A investigação na busca do contato consciente com o corpo é focado na atenção dirigida às partes e ao corpo em conjunto. A escuta do corpo e o estado de presença alcançado por esta escuta são fundamentais para compreensão de um corpo consciente. Desenvolver a capacidade de atenção é um dos objetivos da Eutonia.


Um de seus aspectos centrais, como pedagogia e terapia, é o trabalho sobre o tônus muscular. Reporta-se à estimulação da sensibilidade proprioceptiva, o qual repercute em toda personalidade e atuação social. A Eutonia não segue modelos nem propõe padrões, mas através do enfoque na atenção à mobilização física e do lugar dialético de objeto-sujeito, procura partir da instância física (mental) para social.


A primeira escola de Eutonia da América Latina foi criada em 1989, em Buenos Aires. Patricia Stokoe, coreógrafa argentina, conheceu Gerda Alexander em 1971, com quem se formou na nova metodologia, e é até hoje a principal replicadora desse conhecimento.

Princípios da Eutonia

Os conceitos prático-teóricos da Eutonia se processam por meio do desenvolvimento de quatro princípios fundamentais:


  • Conscientização superficial e profunda da pele;

- A pele é o limite permeável entre a pessoa e o mundo exterior. Por meio da pele respiramos, suamos, nos comunicamos. Estar mais consciente da própria pele ajuda a obter uma imagem mais clara do corpo.


  • Conscientização do volume do espaço interno;

- A proposta da Eutonia é tomar consciência do espaço tridimensional de nosso corpo, aguçando a atenção sobre o volume que compõe essas dimensões, de modo que as funções dos órgãos e os diferentes aspectos do corpo se tornem presentes.


  • Conscientização dos ossos;

- Na prática de Eutonia, o processo de desenvolvimento da conscientização da estrutura óssea implica observação e experimentação do próprio esqueleto, recuperação de um alinhamento ósseo adequado às forças gravitacionais a que o corpo está submetido.


  • Contato consciente.

- Em Eutonia o contato consciente define-se por uma ampliação intencional do campo da cosnciência, para além dos limites visíveis do corpo.


Referências Bibliográficas:


Referências Externas:

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas
Visite-nos
Idana.net - Home